Você gostaria de ter cabelos ruivos? Pois saiba que este é o desejo de muitas mulheres e homens. Então, vamos falar sobre o ruivo natural e algumas curiosidades?

O cabelo ruivo natural é muito raro, apenas 2% da população do mundo possui, e é mais comum na Europa e na América do Norte. Escócia, Irlanda, Inglaterra e Estados Unidos são os países com maior incidência de pessoas que nascem com o cabelo ruivo natural. Mas também há ruivos em todos os continentes, inclusive no Brasil, apesar de em menor proporção.

cabelos ruivos naturais

Foto: acervo do especialista

Ser ruivo natural é resultado de uma mutação genética, responsável pela produção de melanina, substância que define a cor dos cabelos. Uma alteração genética faz com que a produção de feomelanina (com pigmentos vermelhos) seja superior à eumelanina (com pigmentos marrons ou pretos).

Os cabelos ruivos não são todos iguais. Em inglês, usamos duas expressões diferentes para os tipos de ruivos –  “redhead” é usado para quem tem cabelo vermelho e “ginger” para quem tem os fios alaranjados. Lembrem-se de não trocar as expressões, pois as pessoas podem se ofender.

cabelos ruivos naturais

Foto: acervo do especialista

Outra curiosidade é que os ambientes frios são favoráveis para os ruivos. Um estudo da Universidade de Edinburgh, na Escócia, apontou uma possível relação entre o mau tempo local e a maior incidência de cabelo ruivo natural na população, se comparada com o restante dos países. Segundo essa pesquisa acadêmica, locais frios, mesmo durante o verão, e com longas noites no inverno são ambiente propício para ruivos nascerem e se desenvolverem.

Além disso, segundo cientistas do Centro Médico da Universidade de Erasmus, na Holanda, o “gene ruivo” pode ser considerado o responsável por algumas pessoas aparentarem ser, em média, dois anos mais novas do que as outras, independentemente do gênero ou da idade. Não existe uma conclusão definitiva, mas torcemos para que os fios ruivos tragam a fonte da juventude. Ruivos demoram mais tempo para ficar com cabelo branco. E, antes desse estágio, os fios podem assumir um tom aloirado. Ele muda de cor por inteiro, não passando pela fase grisalha.

Atualmente, ser ruiva está sempre na moda, mas não era nada bom nascer com o cabelo vermelho durante a Inquisição. Especialmente na Espanha, os tribunais da Igreja Católica consideravam mulheres ruivas seres portadores de poderes malignos. Elas eram julgadas por bruxaria e, por isso, queimadas vivas. Tudo pela cor do cabelo. Mas como evoluímos, hoje os cabelos ruivos são sinal de beleza e combinam com mulheres decididas, alegres e espontâneas.

E como cuidar do seu ruivo natural?

Agora, vamos às dicas de como tratar os cabelos ruivos. Evite lavá-los todos os dias, para não deixá-los ressecados e quebradiços. Mesmo sendo natural, pode desbotar e perder brilho. Use água fria ou morna, para não ficarem oleosos e provocarem queda dos fios. Os produtos devem ser específicos, com agentes para estimular a pigmentação e diminuir o desbotamento. E deixe suas madeixas ruivas nas mãos de um profissional, para te ajudar a escolher o corte que melhor combina com seu rosto.

cabelos ruivos naturais

Foto: acervo do especialista

Anuncie aqui!
Anuncie aqui!
Colunista Kleber Rodrig

Kleber Rodrig

Criador de Life in Color ®️, Hairdresser Expert  e Artista CKamura Rio.

Receba nossas novidades

Inscreva-se! É bem fácil, basta preencher com as informações solicitadas.

    Nós não fazemos spam. Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.

    Quer ter sua matéria publicada aqui?

    Envie suas pautas para imprensa@tatianamaximo.com.br, que após aprovação, teremos prazer e colocá-la em nosso blog.

    Quer contratar nossos serviços?

    Sua marca ou evento pode estar sendo divulgado por nossa equipe ou pela própria Tati. Entre em contato com contato@tatianamaximo.com.br