Cores quentes ou frias

Qual a tonalidade perfeita?

A maioria das mulheres tem vontade de fazer uma mudança radical, seja no corte de cabelo ou na cor, em algum momento da vida. Para que a transformação no tom dos fios realmente tragam a satisfação desejada, todo o cuidado é pouco na hora de decidir a tonalidade perfeita, que combina com o seu tipo físico e estilo de vida.

O mais importante é analisar o seu tom de pele, que deve contrastar com a cor da tinta. O tom do cabelo nunca pode ser muito próximo ao tom natural da pele.

Outra dica é estar atenta ao tom natural do cabelo, que vai influenciar diretamente no resultado final. Dependendo da base que você já tem, o tom que os fios vão ganhar após a aplicação da coloração pode não ser exatamente o que aparece na caixinha da tintura. Existe um limite no potencial da tinta para clarear os fios.

O ideal, neste caso, é optar pelas luzes para alcançar o loiro desejado. Cabelos que já foram tingidos também merecem atenção extra. Tinta não clareia tinta. Assim, não dá para transformar um preto tingido em castanho claro. Se usar uma tinta mais clara num cabelo escuro, ela só vai pegar na raiz, que está isenta de química. A solução para isso é descolorir os fios antes de aplicar a nova cor.

Cores quentes ou frias - qual a tonalidade perfeita?

Foto: Freepik

Frio ou quente?

Outra dica para encontrar a cor que harmoniza perfeitamente com você é identificar se o tom da sua pele é quente ou frio. Para saber, basta olhar para a parte interna do seu antebraço. Se enxergar tonalidades de rosa e azul e suas veias parecerem azuladas, o seu tom de pele é frio. Já se predominar o tom amarelo, com veias esverdeadas, o tom da sua pele é quente.

Peles frias pedem cores frias de cabelo, como preto, castanho escuro e loiro acinzentado. Já as pessoas com peles quentes costumam combinar com tonalidades do mesmo grupo, a exemplo do loiro escuro, do marrom dourado, do castanho e do ruivo. No geral, cores claras proporcionam leveza à imagem, enquanto as escuras tendem a deixar o visual mais fechado.

Fios brancos, o que fazer?

Cabelos grisalhos ou totalmente brancos requerem cuidados diferentes, pois os fios são mais difíceis de colorir. Às vezes, é necessário usar tons mais fortes e escuros para cobrir bem os brancos. Depois, para clarear e dar mais leveza ao visual, fazer luzes é indicado. As luzes mais claras ajudam, inclusive, a prolongar o resultado. Elas evitam que a raiz fique aparente muito rapidamente, disfarçando os brancos.

Prever cuidados com a manutenção é essencial!  Antes mesmo de mudar a cor do cabelo é importante estar ciente de que terá novos cuidados e rotinas. Cabelos tingidos precisam ser mantidos com aplicações regulares de tinta, ao menos na raiz, a cada um ou dois meses, dependendo do tipo de mudança feita e da cor original dos fios. Algumas cores demandam ainda mais tempo, como os tons ruivos, avermelhados e acobreados, que normalmente pedem retoques a cada 15 dias, para a manutenção de uma cor viva. No caso dos outros tons, o retoque não precisa ser feito em todo o comprimento do cabelo, o que evita o acúmulo de pigmento e ainda poupa os fios de danos.

Procure sempre um especialista em cabelos e colorações para evitar danos aos fios ou ficar descontente com o resultado.

Colunista Kleber Rodrig

Kleber Rodrig

Criador de Life in Color ®️, Hairdresser Expert  e Artista CKamura Rio.

Anuncie aqui!
Anuncie aqui!

Receba nossas novidades

Inscreva-se! É bem fácil, basta preencher com as informações solicitadas.

    Nós não fazemos spam. Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.

    Quer ter sua matéria publicada aqui?

    Envie suas pautas para imprensa@tatianamaximo.com.br, que após aprovação, teremos prazer e colocá-la em nosso blog.

    Quer contratar nossos serviços?

    Sua marca ou evento pode estar sendo divulgado por nossa equipe ou pela própria Tati. Entre em contato com contato@tatianamaximo.com.br