Qual a diferença e o melhor caminho para mudar sua alimentação?

Ao se pesar na balança e se ver com aqueles quilinhos a mais, o que vem à sua cabeça? Que precisa fazer uma dieta, não é mesmo?

Foto: Divulgação

Ao se pesar na balança e se ver com aqueles quilinhos a mais, o que vem à sua cabeça? Que precisa fazer uma dieta, não é mesmo? Porém, elas nem sempre são uma boa escolha para a perda de peso, já que dependendo da dieta podem acabar prejudicando a sua saúde. Uma solução para o emagrecimento saudável é a reeducação alimentar, capaz de permitir a redução dos quilos extras e ainda garantir a correção da medida
ideal, evitando o tão detestado efeito sanfona. Portanto, antes de qualquer alteração, procure um especialista para receber a instrução apropriada.

Começando a falar de dieta, que é um procedimento mais pontual. Começamos a fazer dieta quando precisamos reduzir a gordura do corpo, e paramos ao alcançar resultados satisfatórios, mas para que o processo funcione, se deve estar em uma dieta constante. Porém, não é isso que acontece em grande parte dos casos. Muitos encontram dificuldades em manter a dieta por muito tempo.

Outro fato a considerar é que a dieta é restritiva. É necessário reduzir o consumo de alimentos que são benéficos à saúde, mas que podem engordar. E quando uma dieta não é seguida com cuidado, a pessoa pode ter problemas de saúde.

Já a Reeducação alimentar é a expressão utilizada para indicar uma mudança de hábitos alimentares que visam melhorar a qualidade da alimentação. Não precisa restringir nenhum grupo alimentar, porque você acaba se interessando a conhecer melhor os alimentos e toma decisões mais conscientes. Demora um pouco mais para ver os resultados, porém, os resultados são duradouros, e seu organismo não fica deficiente
de vitaminas e nutrientes. A reeducação alimentar ajuda em vários outros fatores no nosso corpo, como:

• A pele fica mais bonita

• O sistema digestivo funciona melhor

• A imunidade aumenta

• O metabolismo acelera

Para o Dr Henrique Passos, Ortomolecular e Endocrinologista, a nova postura com relação à comida começa pela preferência de alimentos mais saudáveis. “Evite alimentos ultraprocessados que são os biscoitos, salgadinhos, refrigerantes, achocolatados, cereais matinais e afins industrializados, ricos em gorduras e sódio, e prefira um prato colorido, com verduras, legumes, frutas e temperos naturais”, explica.

Segundo o ortomolecular, mastigar bem os alimentos, ingerir bastante água e efetuar entre cinco a seis refeições ao dia também ajudam na tarefa de reeducar os hábitos alimentares. Um erro comum cometido pelas pessoas que desejam emagrecer é cortar uma das refeições, no entanto, passar mais de três horas sem comer faz com que o organismo economize energia e deixe o metabolismo mais lento.

Dr Henrique Passos

Instagram: @drhenriquepassos

Imprensa Agência DosReis – (21)3592-2110 | pauta@agenciadosreis.com.br

Receba nossas novidades

Inscreva-se! É bem fácil, basta preencher com as informações solicitadas.

Nós não fazemos spam. Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.

Quer ter sua matéria publicada aqui?

Envie suas pautas para imprensa@tatianamaximo.com.br, que após aprovação, teremos prazer e colocá-la em nosso blog.

Quer contratar nossos serviços?

Sua marca ou evento pode estar sendo divulgado por nossa equipe ou pela própria Tati. Entre em contato com contato@tatianamaximo.com.br