O que é sororidade

Foto: Acervo pessoal

Nesta quarta-feira, dia 25 de novembro, onde é marcado o dia mundial da não violência contra a mulher, parei um pouco para pensar nas mulheres, no que nos une, no que nos distancia, e resolvi falar sobre a sororidade.

Significado de Sororidade, nome feminino:

  1. União ou relação de afeto ou amizade entre mulheres, idêntica à ligação existente (supostamente) entre irmãs; fraternidade.
  2. Relação de proximidade entre mulheres que defendem os mesmos princípios e os mesmos objetivos, associada às lutas feministas; irmandade.

Qual é a origem?

A palavra sororidade deriva da junção da palavra de origem latina “soror,oris”, com o sentido de irmã, e do sufixo nominal também latino, -dade, sufixo este que designa uma qualidade ou estado.

Portanto, a palavra sororidade indica na sua origem “condição ou qualidade de irmã”.

Cada vez mais, estamos vendo um movimento de união entre as mulheres. Um despertar para a força feminina, para a sua essência, para o seu poder.

A luta pela igualdade já vem de muito tempo, mesmo assim, muito, ainda, temos que caminhar para termos salários iguais, respeito no mercado de trabalho, e para travar o preconceito de que somos algo menor. Daí a importância de estarmos nos apoiando.

Este sentimento de termos alguém do mesmo sexo que nos entende e nos apoia é importantíssimo.

Temos uma capacidade nata de amar intensamente - Sororidade

Foto: Retirada da internet

Como diz Rita Lee: “Mulher é um bicho esquisito, todo mês sangra”. Temos a loucura de conviver com estes hormônios que alteram o nosso humor, dão dor ou espinha, que ora nos deixam prostradas e indispostas, ora alegres e eufóricas.

Temos uma capacidade nata de amar intensamente: falamos mais; sentimos mais; as nossas emoções são mais intensas; temos em nós a possibilidade de gerar, sentir e dar a vida a um outro ser, depois nutrir, amamentar, dar um pouco de nós ao outro. Somos, sim, diferentes dos homens, mas ainda falta muito para estarmos realmente unidas.

Este movimento começou aqui em Portugal, mas achei que deveria atravessar o mar, pois é importante darmos a mão para causas importantes. E com isso, postei minha foto e marquei algumas mulheres, amigas artistas, que têm a possibilidade de divulgar, usar as suas redes sociais para boas causas, pedindo-lhes que me marcassem como pessoa que lhes desafiou e que, por usa vez, desafiassem mais mulheres ou pessoas. Aqui em Portugal, vários artistas estão participando, dando a mão pela eliminação da violência contra as mulheres. Uma campanha online que procura ajudar na reversão do “estado de terror”.

Expliquei:

São fotos de mãos abertas onde aparece inscrito o número 20. A campanha pretende simbolizar um ‘stop’. São várias imagens, partilhadas pelos muitos artistas e ativistas que aceitaram o desafio lançado por Francisca Magalhães de Barros.

Por isso também pedimos para usar a #stopViolênciaMachista#campanha20/20 – Palmas da mão pela eliminação da violência contra as mulheres!

Mas não apenas marquei algumas amigas, mas também mandei mensagens por WhatsApp, pelo Insta! E ninguém, ninguém fez uma foto. Menos de 10 pessoas repostaram a minha foto no seus Stories.

Que mundo é este em que estamos vivendo, onde muito se fala, mas nada se faz? Vejo todos sentado em sua cadeira ou sofá, em casa, apenas teclando, e quando é para agir, cadê?????

Campanha 20/20 - Sororidade

Foto: Acervo pessoal

Quando fui ler sobre os dados da violência doméstica, vi que apenas uma entre cinco mulheres denuncia o seu agressor.

Todo agressor é manipulador e a primeira coisa que faz é isolar o seu alvo: vai cortando as amizades, cortando toda ligação com o externo para que sua vítima fique super dependente financeiramente, afetivamente e psicologicamente.

Estas mulheres, ou pessoas, pois não são apenas mulheres, porém a maioria o é, não só sofrem violência doméstica, mas lhes falta força. Digo força, pois lhes falta capacidade – e não preguiça de fazer algo!

Precisamos fazer algo por elas. Precisamos alertar, logo no começo, quando vemos que existe um relacionamento tóxico, as amigas ou conhecidas, ou as autoridades, quando vemos que há algo de errado. Precisamos parar de viver apenas virtualmente e passarmos para a ação.

Toda esta situação pandêmica mudou o nosso dia a dia, e com certeza o destas pessoas que ficaram trancadas com o seu agressor 100% do seu dia.

No meu olhar, achei que este mal, a COVID, nos traria algo de bom, como uma parada para olharmos realmente o que vale a pena, que passaríamos a ser mais solidários, melhoraríamos como pessoas, e que com isso, juntos, depois de um clarear de mente, poderíamos  fazer algo melhor para o mundo, para o planeta, para nós.

Mas, o mundo caminha para um estado letárgico de preguiça e inércia. Para um fugir da realidade, para uma criação de uma realidade ficcional, onde somos muito coerentes com o que falamos, mas nada fazemos quando temos que dar algo, nem que seja apenas a foto de uma mão.

Sororidade, movimento de ajuda entre irmãs, mulheres que pensam igual e se apoiam.

Enquanto puder, serei solidária com o próximo. Sigo triste, mas ainda confiante no lado positivo e bom do ser humano (SOLIDARIEDADE). Sigo em busca de achar a minha irmandade (SORORIDADE), mas sempre serei e estarei disposta a ajudar o próximo, como o aluno que chega até mim, dar meu tempo e atenção a quem me escreve e a movimentos como este, que tem como objetivo parar com a agressividade e a violência.

Bom fim de semana e parem para pensar: O que você tem feito que tenha exigido algum esforço seu para ajudar o outro?

Thaís de Campos

Atriz, diretora, professora, produtora, mãe, mulher e alguém que pode e quer crescer junto com você.

Anuncie aqui!
Anuncie aqui!

Receba nossas novidades

Inscreva-se! É bem fácil, basta preencher com as informações solicitadas.

    Nós não fazemos spam. Você pode cancelar a inscrição a qualquer momento.

    Quer ter sua matéria publicada aqui?

    Envie suas pautas para imprensa@tatianamaximo.com.br, que após aprovação, teremos prazer e colocá-la em nosso blog.

    Quer contratar nossos serviços?

    Sua marca ou evento pode estar sendo divulgado por nossa equipe ou pela própria Tati. Entre em contato com contato@tatianamaximo.com.br